segunda-feira, 14 de junho de 2010

Habitat

As rolinhas
que habitam meus ouvidos
me fazem dançar
toda manhã de chuva
no fogo de teu corpo

E esse babaçual
que meus olhos abrigam,
acolhe os bem-te-vis
famintos do gosto
manga rosa
que escorre
de tua boca



Lília Diniz

3 comentários:

-rayane- disse...

Isso é tão idealista que mal consigo traduzir tais palavras para meu concreto mental, para meu abstrato... a vida se torna as vezes tão real que tudo que parece não ter explicação perde o sentido... (momentos de reflexões distantes)
beijinhas bonita.

sandra cecilia peradelles disse...

lindo, lindo, lindo, lindo, lindo... q mais posso eu dzer?! ah já sei.. Sublime.

Alan David disse...

Fudido.