segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Dos amores que tive, das pessoas com quem vivi, dos amigos que já tive, dos que tenho todos os dias, dos que tenho de vez em quando; dos lugares onde passei, dos lugares que ainda passo... deles me lembro e vivo, sei que o que sou leva um pouco de TUDO.
Dos erros que cometi, das pessoas que magoei, me fazem lembrar que não se vive em vão.
Dos lábios que beijei, os olhares que mergulhei, dos perfumes que me embebedei, dos sorrisos que me entreguei, me fazem querer viver mais, me perdendo sem importar se devo encontrar o caminho de volta.
Viver não exige compreensão.

A vida serve para se morrer dela."
Clarice Lispector

Resto do Post

3 comentários:

O lado quente do ser disse...

"Ela só veria o que já possuía dentro de si" C.L.

J a n a disse...

Lindo lindo Milca *-*
“A vida serve para se morrer dela."
Clarice lispector me causa efeitos...

P:.Esse "TUDO" me trás muiitas internas ushuashushau*

Cris disse...

nossa que lindo. Adoro seus textos. ;) Mas e ai milca, to com saudade de vc. beijo